21 de abril de 2012

Não quer ser prostituta?

Vejam o que acontece na Alemanha



1 comentário:

JOSÉ LUIZ SARMENTO disse...

Clare Chapman não é o nome da protagonista desta história, mas sim o da jornalista inglesa que a publicou num tablóide. O nome da protagonista nunca foi publicado, quer na imprensa alemã, quer na inglesa. E a história é falsa: embora seja verdade que as agências de emprego alemãs podem encaminhar pessoas para os bordéis, normalmente informam-nas desse facto. E ninguém perde o subsídio por recusar. Neste caso a agência não deu a informação porque não a tinha. Ou seja, cometeu um erro burocrático, do qual já pediu desculpa.